jusbrasil.com.br
18 de Novembro de 2018

Videogame e violência (Palestra com Salah H. Khaled Jr.)

Canal Ciências Criminais, Estudante de Direito
há 5 meses

Por Redação

Existe uma relação de causa e efeito entre videogame e violência?

Por cinco décadas, cruzadas morais têm sido movidas contra os games, que foram utilizados como bodes expiatórios para inúmeras tragédias: Columbine, Virginia Tech, Sandy Hook e o Massacre de Realengo foram alguns dos casos nos quais os games foram criminalizados.

Cerca de uma dezena de games foram proibidos no Brasil pelo Judiciário, com base nos juízos morais de magistrados que atuaram como censores culturais, o que conforma um flagrante decisionismo.

Pesquisas financiadas por organizações antigames sustentam que eles provocam agressividade e dessensibilização, o que supostamente confirmaria os juízos morais emitidos pela grande mídia. Afinal, produtos culturais são criminógenos?

Para Salah H. Khaled Jr, autor de Videogame e violência: cruzadas morais contra os jogos eletrônicos no Brasil e no mundo (Grupo Editorial Record/Civilização Brasileira),

a suposta conexão entre games e violência não é mais que um discurso produzido pela imprensa, recepcionado por políticos e grupos de pressão e, de certo modo, certificado como verdadeiro por alguns pesquisadores, cujo resultado conduz a criminalização cultural dos games, e também dos criadores e jogadores.Trata-se de um complexo processo de difusão de pânico moral por reacionários culturais.

O autor reúne bibliografia da Criminologia, Direito, História e Psicologia Social para denunciar a criminalização da cultura e defender a liberdade de expressão artística nos games e fora deles.

Não perca a oportunidade de discutir com o autor da obra que está chamando a atenção da grande mídia do país e já foi retratada nos jornais O Globo e o Estado de São Paulo!

Confira a seguir mais detalhes sobre o evento:

PALESTRANTE

Salah H. Khaled Jr. – Doutor e Mestre em Ciências Criminais (PUCRS). Mestre em História (UFRGS). Professor de Criminologia e Direito Penal da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) e do Mestrado em Direito e Justiça Social da referida instituição.

PROGRAMAÇÃO

19:00 – Credenciamento e Coffee Break

19:30 – Videogame e violência (Palestra com Salah H. Khaled Jr.)

21:00 – Sessão de autógrafos do livro Videogame e violência

21:30 – Encerramento do evento

PROMOÇÃO

Canal Ciências Criminais

COORDENAÇÃO

Bernardo de Azevedo e Souza – Mestre em Ciências Criminais (PUCRS). Especialista em Ciências Penais (PUCRS). Diretor do Canal Ciências Criminais. Pesquisador, Professor e Advogado Criminalista.

CERTIFICADO

– Após o evento, será fornecido certificado digital de 2 horas-aula

CONTATOS

– contato@canalcienciascriminais.com.br

– facebook.com/canalcienciascriminais

– (51) 9.9913.7369 (WhatsApp)

VAGAS LIMITADAS!


Para fazer sua inscrição na palestra, clique AQUI.

3 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Eu estaria perdida se essa relação de causa/efeito fosse real. continuar lendo

Seríamos de fato serial killers. Pelo visto as pessoas não sabem que existe distinção entre real e ficcção na maioria das mentes minimamente saudáveis.

As exceções, os assassinos que jogavam jogos violentos não tinham essa distinção. continuar lendo

O argumento de que os jogos conduzem o jogador à violência é falacioso. Como já é de praxe, a mídia expõe ao público um caso (isolado) emblemático de "massacre" e encontra uma forma de associar os jogos às condutas típicas, enfim, é a velha e nada ortodoxa generalização. continuar lendo